Resumo da cultura indígena brasileira

Mesmo depois de sofrer algumas com influências em sua cultura natural, os indígenas possuem diversos costumes diferentes.

Indios brasileirosA cultura indígena no Brasil é bastante diversificada e muito rica em elementos culturais. Ainda que infelizmente muito dessa cultura tenha se perdido ao longo dos últimos séculos, muito ainda se preserva desse povo alegre e de espírito forte.

Muitas de suas tradições e hábitos foram incorporados à cultura brasileira em geral, principalmente na alimentação. Em geral, são povos que seguem doutrinas milenares e têm forte apego ao passado. Conhecer mais sobre a cultura diversificada e maravilhosa desse povo é muito importante, continue lendo nosso resumo abaixo e confira diversas curiosidades sobre a cultura indígena brasileira.

                       

Religião da cultura indígena brasileira

Em termos religiosos, a cultura indígena é bastante vasta, principalmente porque cada tribo exerce uma autonomia religiosa, ou seja, a religião entre as tribos indígenas é diferente, tanto em rituais quanto em conceitos, sofrendo maiores diferenças dependendo das distâncias entre as tribos. Porém, existem elementos em comum entre elas, sendo o primeiro deles, ao certo, a figura do chefe religioso, o Pajé.

Mais que um curandeiro, o pajé é aquele que vive em contato direto com o mundo espiritual, deste modo até sua conduta social é diferente da dos demais, em alguns casos chegando até a se assemelhar a de um ermitão, que vive mais isolado da tribo, ou, ao contrário, sua moradia pode ser estabelecida bem no centro da aldeia, para poder ter um contato maior com a população.

cultura indígena no Brasil

 

Em geral, os índios acreditam na força da natureza e na influência dos espíritos sobre a vida, tanto dos espíritos da floresta como os dos mortos. Alguns elementos religiosos da cultura indígena se enquadram nos conceitos de animismo, totemismo e xamanismo, mas a verdade é que são tão abundantes os elementos religiosos dos índios que se torna difícil para estudiosos lhes classificar.

Seus ritos religiosos possuem um caráter socioeconômico, pois estão ligados diretamente à caça, à pesca e à guerra. Apesar de considerarem certos animais e plantas sagrados, não voltam sua adoração para uma entidade especifica. Além disso, a família é um elemento importante na religião. Os mortos são cultuados, e as histórias familiares são transmitidas oralmente de pais para filhos.

Algumas tribos enterram os mortos sob a oca, ou próximo dela. Outras colocam os mortos em vasos de cerâmica, junto com seus objetos, o que intui que acreditam em vida após a morte.

religião indígena

Dança da cultura indígena brasileira

Num breve resumo, a dança é um elemento fundamental na cultura indígena, estando ligada diretamente aos seus hábitos e sua religiosidade. Faz parte de vários rituais, principalmente os de passagem, e usam para celebrar momentos importantes, como o casamento. Dentre as danças de características indígenas estão: dança de Japurutu, dança de cariço, e dança da cabeça do veado.

A dança de Japurutu é dançada por dois casais. Enquanto os homens tocam flautas feitas de paxiúba, justamente a flauta de Japurutu, as mulheres dançam de mãos dadas, ora levantadas, ora de braços dados. A dança do cariço, por sua vez, é acompanhada por uma flauta-de-pã. O número de casais a dançar irá corresponder ao número de flautas, onde os homens tocam e as mulheres dançam.

Nessa dança, os homens começam tocando , indo em fila indiana até o centro da arena, lá as mulheres se introduzem aos poucos, e vão escolhendo seus pares. A dança é acompanhada pelos pés, que com fortes batidas marcam o ritmo, a dança dura em média cinco minutos. Já a dança da cabeça do veado, tem um caráter puramente lúdico, onde o tocador se posiciona à frente de uma fila indiana, onde os dançarinos acompanham seu ritmo, e a cada três tempos saltam para trás. Costuma ser uma dança engraçada, na qual a música procura provocar alguém no público.

Dança indígena

Culinária da cultura indígena brasileira

Embora no passado tenham existido tribos que praticavam o canibalismo, até mesmo como parte de um rito religioso, atualmente a alimentação indígena é baseada em produtos retirados diretamente da terra. Em um resumo básico é importante dizer que nem todas as tribos comem carne, considerando um pecado comer um ser vivo, mas todas elas se alimentam do que a natureza oferece: frutos, raízes, fungos, e da caça e da pesca.

Algumas tribos mais desenvolvidas chegam a praticar agricultura, cultivando verduras, outras, quando a geografia permite, se alimentam de cereais, como a castanha.

Dentre os pratos de sua culinária tradicional se destacam a tapioca, que é conhecida em todo o país, que é um tipo de pão, derivada da mandioca; o pirão, feito de um caldo grosso de farinha de mandioca com caldo de peixe; a pipoca; e o beiju, que é uma espécie de bolo, também enrolado com farinha de mandioca.

Culinária indígena

Muitos costumes e tradições que conhecemos foram passados pelos índios, e conhecer um pouco sobre a história deles nos ajuda a reconhecer as origens da cultura brasileira.

Para ver mais algumas curiosidades, assista ao vídeo Principais tribos indígenas brasileiras do Portal Zun, no Youtube:

PRINCIPAIS TRIBOS INDÍGENAS BRASILEIRAS

Leia mais sobre

Nenhum voto, seja o primeiro



Andre Moreira
11/09/13



Vídeos Relacionados

Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook